Borges garante, Santos passa pelo Ceará e interrompe série de derrotas

Ir em baixo

Borges garante, Santos passa pelo Ceará e interrompe série de derrotas

Mensagem por Johnny-Five (J5) em 07/08/11, 06:54 pm

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Reprodução/ESPN

Sem Neymar, suspenso, mas com Borges sempre goleador, o Santos superou o Ceará por 1 a 0 na tarde deste domingo no Pacaembu, em duelo da 15ª rodada, interrompeu a série de três derrotas consecutivas que já ameaçavam uma crise no clube para a sequência do Campeonato Brasileiro e também diminui a pressão sobre a novela que voltou à tona esta semana sobre uma possível saída de Paulo Henrique Ganso.

Com o resultado, a equipe paulista foi a 11 pontos e pode até terminar a jornada fora da zona do rebaixamento dependendo dos resultados dos jogos de Avaí e Atlético-GO, que encaram, respectivamente, São Paulo e bahia. O Ceará segue com 18 e na zona intermediária da tabela.

Ganso foi a campo normalmente após a retomada da polêmica sobre uma possível transferência ainda antes do Mundial de Clubes, no final do ano, e os três pontos amenizam um pouco o clima de crise que rondava o clube da Vila Belmiro após as quedas seguidas para Flamengo, Atlético-PR e Vasco.

Borges anotou seu oitavo gol no Nacional e segue como vice-artilheiro, atrás apenas de Ronaldinho Gaúcho, do Flamengo, que tem nove. A partida marcou também a estreia de Henrique no time da Vila Belmiro.

Na próxima quarta, o Santos volta campo para o clássico contra o Corinthians adiado da quinta rodada. Após a partida, o time terá ainda outras duas partidas a serem disputadas para que só então iguale o número de jogos das demais equipes. Já o Ceará joga de novo pelo Brasileiro no domingo, dia 14, em São Paulo contra o Corinthians.


O jogo - O Santos não conseguiu jogar na formação 4-5-1. Desde o início, era um time sem eficiência ofensiva e que tinha muitas dificuldades para trocar passes no meio, tanto que a maior posse de bola era do Ceará, que tinha em Osvaldo sua principal esperança de boas jogadas. O camisa 11 do Vozão incomodava a defesa do Peixe e tanto fez que deixou os dois estreantes do Santos, Leandro Silva e Henrique, responsáveis por sua marcação, amarelados.

Enquanto Borges estava muito isolado no ataque, o grande perigo dos times que só têm um jogador de frente em campo, o Ceará era quem incomodava, esbarrando apenas na defesa do Santos, que marcava bem.

Aos nove minutos, o criticado Elano, que até então vinha sendo muito bem marcado por Heleno teve na bola parada sua primeira grande oportunidade. A curva da bola enganou o goleiro Diego, que só conseguiu espalmá-la, com dificuldades, para a linha de fundo.

Convicto de que o Santos não estava bem em campo e de que um gol do Ceará poderia acontecer a qualquer momento, Muricy Ramalho deixou de lado a estratégia que tinha adotado e voltou ao 4-4-2, com a saída do lateral Leandro Silva, visivelmente nervoso em campo, e a entrada do atacante Diogo.

A mudança logo surtiu efeito e o então lateral direito Arouca deu outra dinâmica ao time do Santos, que passou a acuar o Ceará e se tornou mais agressivo, para a alegria do torcedor que esteve no Pacaembu.

Além de Arouca, que acabou sendo o melhor jogador da primeira etapa, Elano reapareceu, com lançamentos precisos e errando poucos passes, e Diogo, que entrou cheio de gás para se aproximar de Borges, que estava muito isolado.

O gol do Santos finalmente aconteceu aos 31, após belo passe de Elano, encontrando Arouca, o lateral direito, que bateu para o gol. No rebote do goleiro Diego, Borges não perdoou e colocou a bola no fundo das redes. Contratado em maio, o camisa nove já entra para a história do Santos, como autor do gol número 11.700 nos 99 anos de existência do clube alvinegro.

A pressão santista continuou, tanto que aos 40, após bela jogada de Arouca, Paulo Henrique perdeu um gol incrível, embaixo da trave e sem goleiro.

O segundo tempo começou com o Santos no ataque, da mesma forma que vinha sendo. Logo aos dois minutos, após lançamento preciso de Elano, Borges ajeitou batendo, mas a bola saiu pela linha de fundo. Cinco minutos mais tarde, foi a vez de Pará, que vinha muito bem na lateral esquerda, ser o autor de um drible ousado e um cruzamento que Diogo ajeitou e Elano chegou batendo para belíssima defesa do goleiro Diego.

Aos 16, o Ceará deu o primeiro susto no torcedor santista. Após passe de bicicleta de Heleno, Roger apareceu livre na área para cabecear para o gol. A bola entrou, mas a arbitragem assinalou o impedimento.

Esse foi um dos últimos lances de emoção da partida, já que Muricy Ramalho lançou mão de Adriano e Bruno Aguiar e o Santos praticamente abdicou de jogar futebol, enquanto Felipe Azevedo e Washington, que foram as opções de Vagner Mancini não conseguiram corresponder e o Ceará ficou perdido em campo.

Nos últimos minutos, o Vozão esboçou uma reação, mas a segura (e reforçada) defesa do Santos deu conta do recado, garantindo os três pontos e a fuga da zona perigosa.


FICHA TÉCNICA SANTOS 1 X 0 CEARÁ
Local: Estádio Municipal do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 7 de agosto de 2011, domingo
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Fabrício Neves Correa (RS)
Assistentes: Julio Cesar Rodrigues Santos (CBF) e Luiz Muniz de Oliveira (RJ)
Cartões amarelos: Leandro Silva e Henrique (Santos); Rudnei, Heleno e Boiadeiro (Ceará)

GOL: Santos - Borges, aos 31 do primeiro tempo.

SANTOS: Rafael; Leandro Silva (Diogo), Edu Dracena, Durval e Pará; Arouca, Ibson (Adriano), Henrique, Paulo Henrique Ganso e Elano; Borges (Bruno Aguiar)
Técnico: Muricy Ramalho

CEARÁ: Diego; Boiadeiro (Felipe Azevedo), Fabrício, Anderson Luís e Egídio; Rudnei, Michel, Heleno e Thiago Humberto (Enrico); Osvaldo e Roger (Washington)
Técnico: Vagner Mancini

Fonte: ESPN
avatar
Johnny-Five (J5)
Utilizador do Fórum

Sexo : Masculino
Idade : 23
Número de Mensagens : 1128
Minha Frase : Seja Bem-Vindo!
Barra de respeito as regras: :

http://www.hitechbr.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum