Mizael nega ligação com acidente ocorrido com família de Mércia

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Mizael nega ligação com acidente ocorrido com família de Mércia

Mensagem por Convidad em 26/01/11, 11:56 am

O advogado e policial militar reformado Mizael Bispo de Souza, acusado de matar a ex-namorada Mércia Nakashima, negou em e-mail enviado por sua defesa ao G1 nesta quarta-feira (26) que tenha tido qualquer relação com o acidente sofrido pelo irmão e a mãe da vítima. Na noite de domingo (23), o carro em que Márcio e Janete Nakashima estavam caiu em uma ribanceira de uma rodovia na região de Nazaré Paulista, a 64 km de São Paulo.

Segundo Márcio, o acidente aconteceu após uma manobra arriscada feita por ele para fugir de dois criminosos em uma moto. “O garupa tinha uma arma na mão. Não sabia se ele ia me assaltar ou assaltar um Vectra que estava na minha frente. Fui cortar o Vectra e já perdi o controle do carro”, afirmou no dia do acidente. A Polícia Civil investiga a suspeita de tentativa de homicídio e a ligação com o assassinato de Mércia.

No e-mail, Mizael diz que “não pode ocorrer nada com essa família que logo vão à imprensa, insinuando que sou eu o culpado”. “Eu rezo hoje mais por essa família do que pela minha, pois sei que se ocorrer um terremoto, ou se um familiar distante da Mércia for vítima das enchentes, ou até mesmo uma gripe forte na família ou em torno dela, vão me culpar”, contou (leia a íntegra abaixo).

O acusado também envia um recado aos que torcem por ele. “Quero pedir a aqueles que estão indignados com a injustiça que estão fazendo comigo que não façam nada com essa família. (...) Se querem me ajudar, somente orem por mim.” A carta conclui com votos para Márcio e seus parentes. “Se depender de mim, ele e sua família viverão a vida inteira, sem nenhum problema.”

A defesa da família Nakashima afirma que em nenhum momento Márcio acusou Mizael pelo acidente. “A família acredita que foi tentativa de assalto. Agora, ele se defende de uma acusação que nem existe. Isso é síndrome de culpa”, disse o advogado Ricardo Fanti Iacono, Segundo o defensor, os Nakashimas estão assustados. “Enquanto a polícia não consegue achá-lo, a família continuará assustada.” Ele acrescentou que, apesar do temor, não houve pedido para proteção policial.
O crime
Mércia desapareceu da casa dos avós em Guarulhos, em 23 de maio de 2010, quando saiu de carro. Após a denúncia feita por um pescador, o veículo e o corpo dela foram encontrados por bombeiros em uma represa de Nazaré Paulista, no interior de São Paulo, nos dias 10 e 11 de junho, respectivamente.

Mizael e o vigia Evandro Bezerra Silva são apontados como “executor” e “partícipe” do assassinato, respectivamente. Ambos negam o crime. A Justiça pediu a prisão preventiva dos dois, mas eles continuam foragidos.
O e-mail
"Dr. Samir [Haddad Jr., advogado de Mizael], bom dia, gostaria que você fizeste um favor de divulgar esse pedido meu em público, pois me preocupa muito a situação da integridade da família da Nakashima, uma vez que não pode ocorrer nada com essa família que logo vão à imprensa, insinuando que sou eu o culpado.

Se fosse por esse lado, o meu irmão mais velho capotou o carro dele em agosto e poderia então dizer que foi a mando dos que me acusam. Pelo contrario, ele sequer fez boletim de ocorrência, pois assumiu a barbeiragem dele e não culpou ninguém.

Em novembro me fecharam no trevo de Bonsucesso, causando amassamento no para-lama dianteiro e não culpei ninguém.

Eu rezo hoje mais por essa família do que pela minha, pois sei que se ocorrer um terremoto, ou se um familiar distante da Mércia for vítima das enchentes, ou até mesmo uma gripe forte na família ou em torno dela, vão me culpar, tudo com o intuito de me prejudicar e me incriminar, para dizer que sou pessoa ruim, sendo que no fundo no fundo eles sabem que jamais sou isso que eles falam. Mesmo porque se eu fosse tudo isso que a Janete anda falando, ela sequer abriria a boca para falar algo de mim, pelo contrário, fala até o que não deve de mim.

Eu gostaria de dizer a essa família que fosse para a igreja orar, pois não é fácil viver sem Deus, uma vez que coisas ruins ocorrem e a gente não sabe de onde vem. Então parem e pensem antes de falar bobeira a meu respeito, sou homem de dignidade e acredito na Justiça, e se essa não for feita, a justiça de Deus não falha.
Quero pedir a aqueles que estão indignados com a injustiça que estão fazendo comigo, que não façam nada com essa família, e com ninguém que está envolto neste processo, pois se querem me ajudar, somente orem por mim, esqueçam desta família. Pois se algo ocorra com eles, já vão tentando logo me incriminar. E lhe peço mais, se puderem fazer a segurança desta família, para mim é bom, só assim não vão ter nada a falar de mim.
Sei que o que ocorreu com o Sr. Márcio e sua mãe talvez possa ser um acidente de trânsito, uma vez que o Sr. Márcio anda assustado com o que ele anda fazendo comigo, então já anda assustado e com medo, mas peço a ele que se depender de mim, ele e sua família viverão a vida inteira, sem nenhum problema na vida dele.
Mizael Bispo de Souza - Guarulhos-SP"


Fonte:G1

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum